Álcool como desculpa para Socializar

Os perigos de usar o álcool como desculpa para socializar

Autor

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Pinterest

Tópicos do Post

Você usa o álcool como desculpa para socializar com outras pessoas? Se sim, então este artigo é para você! Nele, explicaremos todos os perigos de usar o álcool como muleta para conseguir socializar. O álcool pode te deixar mais confiante e solto, mas também pode te tirar do controle e fazer você se sentir desconfortável. Sem contar que, depois de um bom tempo bebendo, você pode acabar fazendo coisas que vai se arrepender depois. Então, se você quer realmente socializar sempre da melhor forma possível, é melhor evitar o álcool!

Por isso, é importante beber com moderação e sempre lembrar que o álcool não é um substituto para uma boa conversa!

Por que as pessoas acreditam que o álcool ajuda a socializar melhor?

Você sabe o que são substâncias psicoativas? São substâncias capazes de alterar o funcionamento adequado do sistema nervoso central, de mudar o humor e desenvolver diversos problemas para a saúde como dependência, doenças mentais, dentre outros. Essas substâncias podem ser naturais ou produzidas pelo homem, e algumas dessas substâncias são utilizadas para fins medicinais, enquanto outras são consumidas por prazer ou vício. No entanto, todas elas podem causar graves problemas de saúde se consumidas em excesso ou sem controle.

Embora o álcool seja uma substância que pode causar danos à saúde, ela é aceita pela sociedade como um meio de socializar com mais facilidade. O álcool é consumido em eventos sociais para facilitar o ato de socializar entre as pessoas. No entanto, o álcool também pode ser nocivo à saúde, especialmente se consumido em excesso. Por isso, é importante beber com moderação e sempre estar ciente dos riscos que o álcool pode trazer.(BARROS et, al. 2015) 

Apesar de ser visto como um “facilitador” de interação do público, o uso excessivo do álcool pode trazer consequências que podem afetar o ato de socializar, como por exemplo, comportamento violento, acidentes, problemas familiares e profissionais e diversos outros fatores que interferem na boa saúde, como pode afetar no estado nutricional do indivíduo, mudando assim seus hábitos – e ficando mais propenso a desenvolver doenças crônicas não transmissíveis. (BARROS et, al. 2015) 

Mas quais os riscos de usar o álcool como suporte para socializar?

Como já foi citado anteriormente, o álcool ainda é visto como um fator de socialização entre as pessoas, e é visto como um fator positivo e benéfico para o ato de socializar. Uma grande parte da população ainda afirma que o álcool permite se sentir mais à vontade e mais confortável no local, entretanto poucos lembram das consequências reais e perigosas que tem quando o consumo dessas substâncias é feito sem nenhuma moderação.

O álcool afeta negativamente o sistema nervoso central, provocando alterações no comportamento, diminuição da coordenação motora e até mesmo prejuízos na memória. Além disso, o consumo exagerado de bebidas alcoólicas aumenta significativamente o risco de doenças como cirrose hepática e câncer. Por isso, é importante lembrar que o álcool deve ser consumido com moderação para evitar problemas de saúde. (DA SILVEIRA, 2014) 

O consumo excessivo de álcool pode causar euforia, relaxamento e picos de desinibição – o que é visto como forma positiva do álcool para ajudar a socializar com mais facilidade. Entretanto, também pode causar diminuição dos reflexos, dificuldade de coordenação motora, fala embaraçada e perda de consciência. Esses efeitos podem ser perigosos, especialmente se for dirigir ou operar máquinas. Por isso, é importante beber com moderação e sempre lembrar dos riscos envolvidos no consumo abusivo de álcool.

E tais fatores podem trazer um certo tipo de risco para a sociedade como um todo, tanto para quem ingere a substância quanto para quem está do “lado de fora”. A dependência álcoolica para o ato de socializar pode afetar as relações interpessoais, o desempenho no trabalho ou na escola e até mesmo a saúde física e mental. Além disso, o abuso do álcool pode levar à violência, impactando negativamente a vida das pessoas que estão ao redor e até mesmo o próprio ato de tentar socializar com maior desinibição. (DA SILVEIRA, 2014). 

Por isso, é necessário e importante rever o consumo inadequado dessas substâncias, porque por mais que ela possa trazer picos de socialização e de interação, os efeitos colaterais podem ser graves, permanentes e até mesmo trazer consequências reais para pessoas que estão ao seu redor.

Vale lembrar que a melhor orientação é evitar a ingestão excessiva de bebidas alcoólicas. Uma boa opção aliada para uma vida mais saudável e uma interação social mais orgânica são as bebidas sem álcool, que podem ajudar a não desenvolver diversas doenças caso haja álcool no sangue. No Empório Sem Álcool, há diversos tipos e sabores de bebidas sem álcool para você aproveitar!

Referências 

BARROS W., FINELLI T., JONES K. Álcool como mediador social em universitários, Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza, 28(3): 427-433, jul./set., 2015. 

DA SILVEIRA, Dartiu Xavier. Classificação das substâncias psicoativas e seus efeitos. 2014.