Bebida e Cultura

Bebida e Cultura: bebidas culturais ao longo do globo.

Autor

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Pinterest

Tópicos do Post

As bebidas alcoólicas tem importante participação em diversas culturas, religiões e nos hábitos alimentares e sociais de muitas comunidades. É importante entender como a bebida e cultura influenciam a vida das pessoas além dos aspectos nutricionais e relacionados à saúde. Por isso vamos entender melhor sobre a influência cultural do vinho, cerveja e champagne na sociedade.

Segundo o historiador José Carneiro (2005), os alimentos que não só alimentam o corpo, mas também o espírito, são chamados de alimentos-droga. Para o autor, alimentos-droga são aqueles que possuem efeitos psicoativos e as bebidas alcoólicas se enquadram nessa definição. Esses alimentos foram considerados sagrados e divinizados em diversas religiões.

Não seria incrível poder consumir produtos com tal importância cultural sem os malefícios trazidos pelo álcool?

Bebida e Cultura: Vinho

O vinho era usado em rituais de celebração às entidades divinas e para purificar o altar e a vítima nos sacrifícios religiosos no Egito. Na liturgia católica, o vinho representa o sangue de Cristo, filho de Deus, na cerimônia da comunhão durante a missa.

Gregos e romanos consideravam a uva, matéria prima do vinho, um alimento afrodisíaco e Hipócrates, Galeno e Celsius, importantes médicos da antiguidade ressaltavam as propriedades medicinais do vinho que era componente do preparo daquilo que eles denominavam antídotos de venenos.

No Brasil, em 1532, Martim Afonso de Souza desembarcou em São Vicente, cidade paulista, trazendo consigo algumas cepas de Vitis Vinifera, uva de origem européia e no século XIX, imigrantes italianos e alemães na região sul do país impulsionaram vinicultura brasileira.

Bebida e Cultura: Cerveja

A cerveja na Idade Média era reconhecida pelo seu valor nutricional e pelas suas propriedades medicinais pois continha ervas, raízes, cascas de árvores e especiarias. Havia diferenciação entre a cerveja dos pobres e a dos nobres, a dos pobres mais aguada, a dos nobres eram aromatizadas com gengibre, tâmara e mel.

O historiador Jean-Louis Flandrin (2009) descreve a cerveja da Europa dos séculos XIV a XVIII, como uma bebida de menor teor alcoólico que o vinho, nutritiva e mais barata para produzir. Nos países do norte e leste europeu, o vinho era considerado uma bebida de elite, por isso ela era consumida em grandes quantidades pelos menos abastados. Ainda segundo ele, as bebidas fermentadas, com o passar do tempo, viraram tradição e fizeram parte da cultura europeia.

Bebida e Cultura: Espumante

A cidade de Garibaldi no Rio Grande do Sul é conhecida pelas fábricas de champagne e pelas visitas à Rota dos Espumantes, que conta a história do local e das bebidas. A cidade conta com arquitetura tipicamente europeia e remete à região francesa de Champagne.

A bebida chegou à cidade em 1913, quando foram elaborados os primeiros espumantes brasileiros. Na rota é possível acompanhar técnicas de elaboração, o processo de engarrafamento e aprender a degustar a bebida. Foi a família Peterlongo, em Garibaldi, no ano de 1913, fabricou o primeiro espumante brasileiro e durante mais de três séculos a bebida da família foi o único espumante produzido em terras brasileiras, além disso, durante a visita da Rainha Elizabeth e seus convidados ao Brasil, o brinde proposto pelo então presidente da época, Getúlio Vargas, foi coroado pela bebida garibaldense.

Durante o ano, o calendário é repleto de eventos que celebram a vida com alegria e diversão, homenageando também as tradições remanescentes dos imigrantes e o Espumante, bebida tão importante para a cidade.

Bebida e Cultura: Bebidas Sem Álcool

Bebida e cultura andam juntas há séculos. A cerveja, por exemplo, foi inventada na Mesopotâmia e é uma das bebidas mais antigas do mundo. E o vinho, que também é bastante antigo, acompanha as refeições desde a Antiguidade. Além disso, as bebidas sempre foram um elemento importante nas celebrações e na vida social. É impossível imaginar um casamento sem champanhe ou um aniversário sem uma taça de vinho! A bebida tem um papel fundamental na cultura humana e isso não mudará tão cedo.

Atualmente temos uma ramificação de bebida e cultura que vem ganhando cada vez mais força entre as pessoas no mundo. Essa ramificação é a vertente de Bebidas Sem Álcool. A busca por opções mais saudáveis e menos calóricas está cada vez mais em alta, e as bebidas sem álcool são a resposta para isso. Além disso, elas também são uma ótima alternativa para quem não pode ou não quer consumir álcool.

Inclusive, a prática de não consumir álcool tem até um nome específico que é “Sober Curious”. Sober Curious é um movimento atual, que engloba pessoas que escolhem não ingerir ou reduzir gradativamente o consumo de bebidas alcoólicas. Esse movimento ganhou força nos últimos anos, principalmente entre os jovens adultos, que estão cada vez mais conscientes dos riscos do excesso de álcool. O Sober Curious busca promover uma relação mais saudável com o álcool, incentivando as pessoas a experimentarem novas formas de se divertirem sem precisar recorrer à bebida. Mas esse é assunto para um próximo post. Trataremos disso em um futuro próximo.

Mas caso você tenha interesse em provar bebidas sem álcool, nós oferecemos uma grande variedade de bebidas aqui no Empório Sem Álcool, desde sucos naturais até chás, refrigerantes, cervejas, vinhos e espumantes, sendo todas as opções de bebida desalcoolizadas. Tudo isso para que você possa escolher a bebida que melhor combina com seu estilo de vida. Venha conferir!